segunda-feira, 15 de agosto de 2011

Patrícia Abravanel : O futuro do SBT nos próximos tempos

Posted at  00:10:00  |  in  Televisão


Demorou, mas Silvio Santos finalmente parece ter encontrado sua herdeira à frente das câmeras.Desde que entrou no ar em fevereiro como garota-propaganda, Patrícia Abravanel roubou a cena. E a moça tem se destacado rápido. Foi escalada lugar fixo no “Programa Silvio Santos” e ganhou um programa para chamar de seu, o “Festival SBT 30 Anos”, que encerrou a primeira temporada no último sábado, mas fez tanto sucesso que voltará em breve à grade da emissora se chamando apenas “SBT 30 Anos”. Nos encontros semanais com o pai, Patrícia também tem rendido bons momentos, já que tem sido alvo de tiradas espirituosas.
Como é trabalhar com seu pai? Silvio Santos é um bom patrão?
PATRÍCIA ABRAVANEL: Ele é um patrão gente boa. Sei que existe um monte de expectativas em mim por ser filha dele, mas tenho aprendido muito. É divertido!
Ele é um pai durão?
PATRÍCIA ABRAVANEL: Meu pai sempre quis que a gente fosse independente, nunca deu tudo na mão. A gente sempre teve de correr atrás do que queria e teve de conquistar as nossas vitórias. Ele sempre foi um homem muito justo. Em casa, a gente abraça e tudo, mas na TV é trabalho mesmo. Por mais que eu seja filha, lá ele é o chefe.
Ser filha de Silvio Santos te deu algum privilégio?
PATRÍCIA ABRAVANEL: Tenho salário e crachá como todo mundo, mas não tenho os privilégios que pensam não! Ainda não tenho vaga de estacionamento, não tenho camarim, não tenho luxo nenhum! Meu único privilégio é estar lá, experimentando! (risos)
Como descobriu a vocação para a TV?
PATRÍCIA ABRAVANEL: Sempre gostei de falar em público, perceber como as pessoas falavam. Estudei nos Estados Unidos, meu português ainda não é 100%, mas vou melhorar. Mas não achava que ia ficar bem no vídeo. Até que fui fazer um teste e ficou legal mesmo. Foi assim que começou.
Você combina com seu pai as piadas que ele faz no “Programa Silvio Santos”? 
PATRÍCIA ABRAVANEL: Não! Muita gente pergunta isso, mas é tudo de improviso, tudo feito na hora mesmo.
Algumas delas parecem até um pouco ousadas, deixam o público surpreso. Você não fica incomodada?
PATRÍCIA ABRAVANEL: Nem um pouco! Para mim, no palco, ele é um personagem, não fico constrangida, não. É tudo na brincadeira. E acho que ele nem se liga quando fala algo mais pesado!
E quando ele faz brincadeiras com as outras meninas do quadro?
PATRÍCIA ABRAVANEL: Meu pai é uma pessoa muito séria, muito respeitoso com a minha mãe (a novelista Íris Abravanel). No camarim dele só entra ele e o diretor dele, não entra nenhuma mulher. Ele é um homem super família, não tem o que dizer dele. A gente sabe da idoneidade dele. Até por isso, não tenho ciúmes. Até brinco, chamo ele de “safado” no ar. É tudo uma grande brincadeira!
Recentemente você gravou um piloto para o “Topa Ou Não Topa?”. Como foi?
PATRÍCIA ABRAVANEL: Acho que fui bem. Melhor até do que imaginava, sabia? A plateia reagia bem, me senti à vontade. Se o programa voltar para a grade, vou adorar apresentar! Depois dessa experiência, percebi que gosto mais de fazer programas de auditório. Mas o “Festival SBT” também tem sido ótimo.
Qual o maior desafio quando grava o programa do seu pai? O nervosismo ou as piadas dele?
PATRÍCIA ABRAVANEL: O maior desafio é conquistar a mulheres da plateia! Às vezes faço piada e elas não riem, fico me perguntando por quê! (risos) Mas ainda vou conseguir!
Esperava muitas críticas quando estreou na TV?
PATRÍCIA ABRAVANEL: Achei que seria massacrada. Mas graças a Deus foi tudo bem, fiquei surpresa.
Em 2001, você ficou nacionalmente conhecida por um período traumático, quando sofreu um sequestro. O país inteiro parou e respirou aliviado quando você foi libertada. Não acha que o público já começou a nutrir uma grande simpatia por você ali, quando surgiu na varanda, feliz por estar novamente com a família?
PATRÍCIA ABRAVANEL: Nunca parei para pensar nisso, sabia? Não sei, mas acho que pode ser. Aquele foi um ano intenso para o meu pai, né? Teve meu sequestro, a Casa dos Artistas… Acho que pode ser, sim, porque depois eu percebi o impacto que o caso teve. Se falou muito nele em todo o país e percebi que todos ficaram muito felizes mesmo por eu estar bem, graças a Deus. Mas também não acho que seja todo mundo. O que percebo pelo Twitter e por outras ocasiões é que nem todo mundo lembra de imediato disso. Quando as pessoas realizam vão pesquisar na internet sobre o assunto. É impressionante o alcance que isso teve.
Considera o trauma superado?
PATRÍCIA ABRAVANEL: Ah, sim. Completamente superado. Não penso muito nisso.
Se vê como sucessora de Silvio Santos?
PATRÍCIA ABRAVANEL: Não. Não me vejo como sucessora. Me vejo como Patrícia, que está abraçando essa oportunidade que meu pai me deu, experimentando, vendo se o público vai  bom.


Entrevista cedida ao Portal IG

0 comentários:

Interaja a vontade! Logo, logo o seu comentário será liberado.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Quem Somos-Trabalhe Conosco
Copyright © 2013 P8. Blogger Template by Bloggertheme9
Published..Blogger Templates. Powered by Blogger.
back to top