quarta-feira, 16 de novembro de 2011



Entrevista de Jô Soares a Pedro Bial mais pareceu um informe publicitário do que um papo descontraído


Para surpresa de muitos espectadores, Pedro Bial assumiu a bancada do “Programa do Jô” para entrevistar Jô Soares. O assunto, claro, o novo livro do apresentador, “As Esganadas”, que vem sendo divulgado à exaustão no programa. Tinha tudo para ser uma conversa empolgante, na qual o jornalista poderia tirar algumas boas revelações do escritor, mas acabou se tornando um papo um tanto burocrático. Não exclusivamente por culpa culpa de Bial, ressalte-se.
Apesar de nervoso – com as mãos tremendo em determinados momentos -, o jornalista estudou a pauta, tentou abordar todos os pontos do romance que lhe interessavam, assim como todos os pontos do livro em que Jô permitia. Sim, porque mesmo no papel de entrevistado o apresentador tentou a todo momento conduzir a conversa, controlando até mesmo sua duração.
Perguntas para fazer a Jô sobre outros assuntos não faltavam. Ele poderia ter falado sobre a adaptação para o cinema de um deus livros anteriores, de teatro, de piadas relacionadas à obesidade - tema recorrente neste romance – ou até mesmo do fim do Jô Suado do “Pânico na TV”. Ao invés disso, apostou-se em perguntas como “que dicionário você costuma usar?” e afins. Parecia haver ali um claro limite na pauta, que nunca poderia ser ultrapassado, quase como um informe publicitário no meio do programa da Globo. Uma pena. Bial é capaz de grandes entrevistas – sua carreira como repórter é a prova viva disso – e Jô deve ser um entrevistado divertido – quando não está controlando tudo. Ainda assim, foi bom ver o jornalista fora do “Big Brother Brasil”, que comanda com maestria, aliás. É bom ver Bial além dos três primeiros meses do ano.

Fonte: IG

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Interaja a vontade! Logo, logo o seu comentário será liberado.

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...