quarta-feira, 4 de abril de 2012

Roberto Justus: "Minha filha não tem problema de saúde"

Posted at  17:35:00  |  in  

De muito bom humor, Roberto Justus recebe, em seu escritório, a repórter Patrícia Moraes para responder às perguntas dos leitores enviadas ao site de QUEM. Em meio a retratos de família, ele diz ser um pai “doente” pelos quatro filhos e rebate os comentários sobre a saúde da caçula, Rafaella, do casamento com a apresentadora Ticiane Pinheiro. “A Rafa tem capacidade adiante da idade.” Aos 56 anos, no comando de suas empresas de publicidade e do programa Roberto Justus +, na Record, ele reconhece a preferência por mulheres mais jovens e brinca com a fama de metrossexual. 

1 - Como reagiu aos comentários de que sua filha Rafaella tinha problemas sérios de saúde? 


 A Rafa é inteligentíssima, supereducada, tem capacidade adiante da idade, você vê o encanto que ela é? Ficamos chateados porque é uma injustiça, minha filha não tem problema de saúde. As pessoas vão ver o crescimento da Rafa e os bobos vão morder a língua. 

2 - Você não quer mais ter filhos?
Vanessa Pfeil
, Mannheim (Alemanha) Quatro (Rodrigo, Fabiana, Luiza e Rafaella) está bom. Sou um pai doente, com excesso de proteção. E já não tenho mais idade, não quero filho perdendo o pai com 15 anos, não estou a fim. 

3 - Você ainda fala com suas ex-mulheres, como a Adriane Galisteu e a Eliana?
Christine Steegmuller
, Rio de Janeiro (RJ) Nem casei com a Eliana. Se for ter amizade com todas as ex-namoradas que tive, vamos alugar um ônibus e botar tudo lá dentro (risos). Com a Adriane tenho amizade, mas as mães dos meus filhos (Sasha Crysman e Gisela Prochaska) têm uma atenção especial. 

4 - Já foi muito namorador? 
Fui muito namorador! Me casei quatro vezes. Quando a relação se torna enfadonha, cai na rotina, eu já fico na necessidade da conquista. A sorte da Tici é que eu estou ficando velho. Quando era mais jovem, era mais inquieto, já queria sair para outra rapidinho. 
5 - Tem preferência pelas loiras e mais jovens? 
Gosto de mulher bonita. Só não gosto de mulher perua. E confesso: gosto de mulheres mais novas. O homem tem instinto protetor. A Tici é 21 anos mais nova. A mulher de 25 não vê graça num cara da mesma idade, não tem assunto. Não é machista o pensamento.

6 - Você já usou botox ?  
Ainda não precisei, mas não tenho preconceito de fazer quando for necessário. Algumas rugas (põe as mãos nos olhos) e o cabelo grisalho, não ligo. Não bebo álcool, não fumo, não uso drogas. Uso creminho para a pele não ficar ressecada, jogo tênis. Tenho 56 anos com preparo físico de 36. Gosto de andar perfumado, com a unha feita. Não sou metrossexual, tenho a vaidade do homem de hoje. Minha mulher tem que gostar de mim assim. Se preferir um cara mais cafajestão de aparência, vai ter que procurar outro.

7 - Sente medo de envelhecer? 
Ninguém gosta, mas quero envelhecer sendo útil, como o Silvio Santos, que aos 81 anos se diverte como se fosse 30 anos atrás. E a Hebe Camargo, quer melhor exemplo que essa mulher? Até uns 95 anos dá para viver, talvez 100 (risos).

8 - Como você se tornou tão bem-sucedido? 
Sempre acreditei muito no meu taco e quis fazer as coisas acontecerem. Eu sempre fui perfeccionista nos objetivos: se você enxergar longe, vai chegar longe. Não tolero quem não domine as informações, não aceito falta de curiosidade.

9 - Você já se arrependeu de alguma decisão?



Já me arrependi, como qualquer pessoa, de ter levantado a voz numa hora que não precisava, de ter dito mais do que gostaria e acabar perdendo a razão. Para quê? Continuo uma pessoa com opinião muito firme, reconheço que sou um pouco durinho com as coisas porque fico muito revoltado com incompetência, mas tento contornar.

10 - É verdade que você e Ticiane têm banheiros separados? 
Não só tenho, como recomendo banheiros separados para todos os casais que puderem, porque exige uma casa grande. Garanto cinco, seis anos a mais de relacionamento. Por que tenho que ver minha mulher passar creme na cara, com aquele bobe na testa?

11- Seu gosto refinado é visível. Tem alguma coisa popular que te conquiste? 
Quando o assunto é gastronomia, prefiro os pratos mais triviais aos mais elaborados. Um frango a passarinho bem sequinho, por exemplo, está entre os meus favoritos. Assim como o nosso tradicional e delicioso pudim de leite e o bolo de bem-casado recheado com doce leite 
12- Faz alguma coisa para diminuir a pobreza do país? 
 Eu faço bastante coisa, mas não preciso ficar falando. O Ayrton Senna, por exemplo, descobrimos o tanto que ele fazia para ajudar terceiros e ele nunca precisou falar. Acho isso bacana. Estou em paz com minha consciência da quantidade de projetos que eu tenho entrado e feito e acho que ainda posso fazer mais. Posso dizer, em primeira mão, que vou fazer um grande show beneficente, no dia 30 de maio, com vários artistas junto.
 13- Como você consegue conciliar seu tempo entre as empresas, a TV e a sua vida pessoal? 
 Não sou mais workaholic, já fui muito. Uma coisa que acho importante é descobrir talentos, pessoas para quem você possa delegar funções. Amo tudo que eu faço e, enquanto gostar, vou tentando fazer bem feito. Amo a publicidade, trabalho com um grupo que lidera o mercado há uma década. Não trabalho hoje motivado por coisas do passado. Já fui mais motivado por dinheiro, por conquistas financeiras, mas cheguei numa fase da vida em que isso não é mais o principal. Há oito anos, a televisão veio como uma segunda paixão fantástica na minha vida. Amo fazer televisão, esse contato com as pessoas. Tenho muito chão pela frente, estou fazendo um programa (Roberto Justus +, Record) que sempre quis fazer, com temas interessantes ao público, um talk show que pode durar muito tempo.

14- Você já foi demitido? 
Não, porque ainda estava na faculdade quando tive meu primeiro emprego, na empresa do meu pai, que tinha uma construtura grande na época. Ele me deu a condição de estagiar na empresa dele do nada até chegar a nivel de gerência, após três ou quatro anos. Depois montei minha primeira agência.

15- Tem algum sonho de consumo? 
Alcancei todos os meus sonhos. Claro que, pensando no material, sempre é gostoso poder sonhar com alguma coisa a mais. Quando era jovem, eu pensei: "O dia que tiver uma casa aqui e outra ali, um patrimônio, eu estou feliz". Mas isso vai mudando com o tempo. Eu não sou um bilionário, um cara do nível de muitos caras que chegaram lá, meu ramo de negócio não deixa ninguém bilionário. Mas estou muito satisfeito, posso dizer que atingi um patamar que me deixa feliz.

16- E a carreira de cantor, vai continuar? 
Essa historia da música é um hobbie, não é uma profissão. Vira e mexe a gente faz um showzinho pelo Brasil em eventos. Fiz recentemente um lançamento de grande empreendimento imobiliário, palestra num dia e show no outro. Me divirto muito mais com o show do que com a palestra. Eu gosto mais de cantar do que de falar, mas as pessoas gostam mais de me ouvir falar do que cantar (risos).
17- Você é religioso? 
Não tenho religiosidade, não sou muito espitirualizado, sou pragmático, acredito que exista uma energia muito importante no ar que você, com fé em você mesmo, nas pessoas que estão a sua volta, consegue influenciar terceiros e levar sua vida para frente. Religião é uma coisa importante para muitas pessoas, culturalmente traz muitos ensinamentos, me interesso em ler, em ver, mas não me envolvo.

Fonte: QUEM Online

0 comentários:

Interaja a vontade! Logo, logo o seu comentário será liberado.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Quem Somos-Trabalhe Conosco
Copyright © 2013 P8. Blogger Template by Bloggertheme9
Published..Blogger Templates. Powered by Blogger.
back to top