segunda-feira, 25 de junho de 2012

Precisar não precisava: Silvio Santos proíbe imitação e Pânico sepulta uma 'piada'

Posted at  11:31:00  |  in  Televisão


Desculpa aos ateus, mas Deus não deu criatividade para todo mundo. Os poucos que possuem o dom de inventar, criar e produzir algo em cima de coisas que, a priori, não tem mais valor, se destacam no meio da multidão. 
Foi assim com o “Pânico na Band”, que teve uma sacada genial: a de se despedir do personagem Silvio Santos, interpretado pelo humorista Ceará. A imitação foi desde o início o cargo-chefe do programa e será lembrada para sempre.
Agora que o homenageado Silvio Santos não deixa mais que o imitem, o personagem morreu. No lugar do “Pânico”, muitos programas de humor inventariam outra piada e seguiriam a vida. Mas o humorístico, que desde sempre foi conhecido por tomar atitudes inesperadas, surpreendeu mais uma vez e abriu a atração de uma forma épica. Memorável foi a abertura do “Pânico na Band” desde domingo (24), como não poderia deixar de ser.
 A melhor resposta que o programa poderia dar a Silvio Santos: uma piada da morte de uma piada.
A plateia toda de preto, todos os apresentadores e convidados de luto, atores figurantes aos prantos, o repórter Vesgo apresentando o programa do pátio da emissora, lembrando alguns programas sensacionalistas que adoram esse tipo de coisa, o desabafo de Emílio Surita e um caixão sendo enterrado ao vivo, nos estúdios da Band.
Brincadeiras e piadas à parte, alguns comentários dos próprios comediantes merecem uma reflexão maior. “Eu desejo que a gente tenha força pra continuar a nossa luta, ele (Silvio) foi vítima da falta de fair-play, da falta do senso de humor”, disse Emílio Surita. “A alegria que ele levou para todos ficará marcada, será lembrada”, falou Sabrina Sato.
E o chefe da turminha do Pânico continuou: “Jamais imaginei que iríamos estar velando uma piada, uma brincadeira”.
 É muito triste ver o cenário atual que nos encontramos. Está faltando senso de humor ao brasileiro. A demissão de Rafinha Bastos provou isso. Uma simples “desculpa” já não é o bastante para uma piada mal feita, ou incômoda, apesar de nenhuma piada merecer desculpas. Piada é piada.
Claro que o choro dos figurantes foi de mentirinha. Mas entenderíamos se fosse de verdade. Sempre dá vontade de chorar, quando matam uma piada.


Fonte: Natelinha

0 comentários:

Interaja a vontade! Logo, logo o seu comentário será liberado.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Quem Somos-Trabalhe Conosco
Copyright © 2013 P8. Blogger Template by Bloggertheme9
Published..Blogger Templates. Powered by Blogger.
back to top