sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

Jornalistas do Piauí são citados em relatório da Fenaj sobre violência

Posted at  20:23:00  |  in  #SintoniaFM


Na noite da última quinta-feira, 21, a Federação Nacional dos Jornalistas - FENAJ, divulgou no Rio de Janeiro um relatório que mostra informações detalhadas de violência sofridas por jornalistas em todo o Brasil. No relatório é citado o nome de 7 jornalistas do Piauí. Confira:

PEDRO BORGES
No dia 6 de janeiro, o jornalista Pedro Borges, repórter da TV Meio Norte, foi agredido com um chute nas costas, quando fazia reportagem sobre tiroteio que deixou um homem morto e uma mulher e uma criança feridas, no bairro Parque Alvorada, Zona Norte de Teresina. O agressor deu um chute nas costas do jornalista e correu para uma casa. Mesmo tendo policiais no local, ele nem chegou a ser identificado

TIAGO AMARAL
O repórter fotográfico Thiago Amaral, do portal CidadeVerde.com, foi agredido com tapas e chupes por manifestantes integrantes do movimento Vem Pra Rua, durante manifestação a favor do impeachment da presidente Dilma. A manifestação foi realizada em frente à Assembleia Legislativa do Estado. O repórter fotográfico entrou num espaço reservado aos integrantes do movimento e, mesmo tendo se identificado, foi agredido.

SAVIA LORENA
A jornalista Sávia Lorena, editora do portal O Olho, sofreu agressões verbais em seu perfil no Facebook, por Mariano Silva, parente de um funcionário da empresa que ela gerencia. Ela foi chamada de vadia e também foi ameaçada. A agressão foi registrada na Delegacia da Mulher.

ARIMATÉIA AZEVEDO
O jornalista Arimatéia Azevedo, do Portal AZ, está sendo ameaçado de morte em razão de sua atuação no caso Fernanda Lages (estudante encontrada morta na obra do prédio do Ministério Público federal, em 2011). Em reportagens, ele tem contestado a conclusão das polícias Civil e Federal de que se tratou de um suicídio. As ameaças estão sendo denunciadas à polícia. Arimatéia, de 62 anos de idade e 44 de profissão é o jornalista mais ameaçado e processado do Piauí. Já respondeu a 180 processos por calúnia, injúria ou difamação, tendo sido inocentado na maioria deles e oito ainda estão em andamento.

RENATO BEZERRA
O jornalista Renato Bezerra, repórter fotográfico do jornal Diário do Povo, foi intimidado por policiais militares, ao tentar registrar uma abordagem violenta da equipe policial. Ao perceberem que estavam sendo fotografados, os policiais intimidaram o profissional apontando pistolas e metralhadoras para sua cabeça e para a cabeça do grupo de jovens que havia sido abordado. 

RÔMULO ROCHA
Em 11 de agosto de 2015, O jornalista Rômulo Rocha, repórter do portal 180 Graus (com sede em Teresina, Piauí), foi seguido por um motoqueiro em Camocim, cidade do Ceará onde o radialista Gleydon Carvalho fora assassinado na semana anterior. Rômulo estava justamente investigando o assassinado do radialista e passou a ser seguido depois de deixar o quartel da polícia. Para se desvencilhar do intimidador, Rômulo voltou para o quartel e deixou a cidade escoltado por policiais.

JOSÉ DE FREITAS
O Jornalista Elson Feitosa da Silva, 38 anos, foi assassinado em José de Freitas (cidade a cerca de 300 Km de Teresina), provavelmente em 2 de outubro, dia em que desapareceu. Seu corpo foi encontrado parcialmente carbonizado, dentro de seu carro, na zona rural do município. Elson atuou em vários portais de notícias da capital do Piauí, mas não estava mais trabalhando no Jornalismo. Tinha se tornado funcionário público na Universidade Federal do Piauí e empresário, mantendo uma loja de roupas esportivas num shopping de Teresina. A polícia identificou três criminosos que teriam praticado latrocínio, sendo um deles ex-namorado do jornalista.

Clique aqui e confira na íntegra o relatório da Fenaj.

portalp8@gmail.com
Com informações da Fenaj

0 comentários:

Interaja a vontade! Logo, logo o seu comentário será liberado.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Quem Somos-Trabalhe Conosco
Copyright © 2013 P8. Blogger Template by Bloggertheme9
Published..Blogger Templates. Powered by Blogger.
back to top