Sindjor-PI se posiciona sobre agressão e rebate que Chico Filho não é repórter


A agressão sofrida pelo repórter Chico Filho, da TV Meio Norte, ainda esta dando o que falar. Chico estava gravando matéria policial quando foi coagido por um advogado de um suposto assaltante. O Sindicato dos Jornalistas do Piauí, Sindjor-PI se posicionou.

Segundo o Sindicato, Chico Filho exerce a profissão de repórter ilegalmente, pois ele não tem o registro no Ministério do Trabalho. "A função de repórter é privativa do jornalismo, está dentro do Decreto 972/69, que regulamenta o exercício profissional e só pode ser exercida por quem tem registro junto ao Ministério do Trabalho", posicionou-se em página no Facebook.


O Sindicato disse ainda que repudia qualquer tipo de violência contra os jornalistas e comunicadores. Concluindo, o Sindjor advertiu que "nenhum profissional de comunicação está acima da lei" e pediu também o respeito as normas sobre o direito de imagem.

Em seguida a publicação foi editada e algumas partes foram omitidas, mas confira a publicação inicial na íntegra:

portalp8@gmail.com
Previous
Next Post »

1 comentários:

Write comentários
aedijail
AUTHOR
24 de fevereiro de 2016 16:43 delete

Sou totalmente contra o autoritarismo.Neste caso estão errados os três lados;advogado não é a lei,repórter não é juiz e policial em serviço não pode se comportar como segurança privado.
Repórteres no Piauí infelizmente pensam que portar um microfone os colocado acima a todos tendo eles que serem atendidos em suas solicitações de imediato.Já não bastando eles propios fazeren a pergunta e darem a resposta ao mesmo tempo,quando não acomapabhadas de afirmativas

Reply
avatar

Interaja a vontade! Logo, logo o seu comentário será liberado. EmoticonEmoticon

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...