segunda-feira, 4 de abril de 2016

"O jornalismo é refém das pessoas que fazem parte da classe", diz Victor Costa ao P8

Posted at  06:00:00  |  in  #Blog do Wilson


Ele é um jovem que atualmente vem se destacando na área jornalistica, de apenas 22 anos de idade e que já atua como repórter esportivo em um dos portais de noticias da capital. Graduando do Curso de Comunicação Social pela Universidade Estadual do Piauí, Victor Gustavo Ferreira Costa, o Victor Costa como é conhecido, é nosso entrevistado dessa semana, onde ele falará sobre sua opção em atuar na área jornalistica,também sobre sua passagem e atuação nos portais de comunicação. Além disso,Victor faz comentários sobre a criação do quadro Vixe Véi e  sua parceria com o amigo Vitor Sousa.


Isso e muito mais você confere na íntegra, agora, na  Entrevista da Semana.
               

P8: Primeiramente, o agradecimento em nome de toda a equipe P8, por você disponibilizar-se para conceder essa entrevista.

P8- Porquê optou por Jornalismo?

Não tinha o sonho de ser jornalista, como muitos da área. Na verdade, não sabia muito bem o que fazer. Desisti da engenharia logo no ensino médio, não me via fazendo Direito, não tinha muito jeito para a Educação Física... O jornalismo apareceu como opção e desde então acho que fiz a escolha certa.

P8-Como você ver o jornalismo hoje, no âmbito nacional e regional?

Como em todas as profissões, o jornalismo é refém das pessoas que fazem parte da classe. Com o jornalismo a cobrança é maior por ele está diretamente ligado à vida de qualquer pessoa, independente de classe social, por exemplo. Nacionalmente vivemos um crise política e isso reflete no trabalho jornalístico. No Piauí, temos grandes profissionais, mas que esbarram no engessamento das redações e suas linhas editoriais. Quando há a possibilidade de fazer algo diferente, os profissionais se destacam.  

P8-O que você não gosta dentro da área jornalística?

Sou contra os embates entre os meios, como por exemplo não poder citar um ao outro. Sou contra as más-informações, contra a censura de qualquer tipo e contra o anti-jornalismo, aqueles que vivem de querer contrapor os jornalistas, sem motivo para tal.

P8-Uma inspiração no meio jornalístico regional e nacional?

Regionalmente eu sou fã de Severino “Buim” Filho e nacionalmente de Paulo Vinicius Coelho. Isso é quase obrigatório para quem gosta de jornalismo esportivo. Mas me inspiro bastante nos colegas que atuam quase que diariamente comigo, como Renan Morais, Josiel Martins, Abdias Bideh, Flavio Meireles e Marcos Prado, do Globo Esporte; Dowglas Lima, da Meio Norte; Fábio Lima, da Cidade Verde; Pamella Maranhão, do O Dia; Sidney Santos, Jota Araújo, da Antares, entre outros que são pessoas que converso bastante e tento aprender o máximo possível com eles.

P8-Anteriormente você passou pelo Sistema Meio Norte, comente-nos sobre sua passagem por lá, pautando experiências e aprendizado.

Fiquei apenas três meses como repórter de cidades do Jornal Meio Norte, mas foi uma experiência que, sinceramente, não sei como descrever. Aprendi a fazer jornalismo no JMN, ter contato com pessoas fora do mundo do esporte foi enriquecedor, além de ter conhecido várias pessoas que fazem parte do meu circulo de amizade até hoje. Depois de um tempo o amor pelo jornalismo esportivo me chamou.

P8-Atualmente está no Portal O Olho, como foi sua chegada ate este portal?

Cheguei ao O Olho em janeiro de 2015 à convite do Allisson Paixão. Sabia que o portal tinha uma grande expectativa de crescimento é o que vem acontecendo contando com a dedicação dos que trabalham por lá.
Victor Costa

P8- Como é sua relação com o diretor Alisson Paixão?

Trabalhei com o Allisson no 180graus, onde ele foi meu primeiro editor-chefe durante oito meses. Sempre tivemos uma ótima relação. Agora no o Olho nosso contato é menor, a redação é comanda pela Sávia Barreto, mas a relação de todos dentro do portal é maravilhosa.

P8- Victor Costa e Vitor Sousa; comente essa parceria?

O Vitor é um cara que conheci na UESPI e, desde então, virou um parceiro pra tudo. Fazemos trabalhos acadêmicos, trabalhamos juntos, saímos juntos, estamos sempre conversando... quem conhece o Victor Costa, conhece o Vitor Sousa, certamente.
Vitor Sousa e Victor Costa

P8-Partiu de quem a ideia de postagens do quadro Vixe,Véi?

O Vixe, véi é uma brincadeira e sempre será. Na UESPI, fizemos um programa humorístico para a disciplina de rádio e fizemos sucesso entre os amigos da turma, que inclusive cobravam uma continuação do programa. A ideia do Vixe, véi surgiu daí, mais para agradar os amigos do que fazer sucesso com isso. 

P8- O que trás o quadro e a que publico se destina?

Nosso público são nossos amigos, familiares, pessoas que já nos conhecem no nosso dia a dia e sabem como nós somos. O que nós fazemos na frente da câmera, fazemos também em uma reunião de amigos, por exemplo. Não temos roteiro pronto e nem pressão para ficar um vídeo ótimo. Só precisa divertir quem quer se divertir.

P8-Pretende(m) levar o quadro a diante? À intencionalidade do quadro?

Vamos continuar produzindo. É algo que fazemos por prazer. Não sei até onde o programa pode chegar, mas enquanto a gente tiver sorrindo dele, ele vai continuar sendo feito.

P8-Se não fosse da área Jornalística, em que outra área pretendia atuar?

É difícil dizer. Talvez eu fosse para a área do marketing, que também sou muito apaixonado, ou mesmo para a educação física que era minha segunda opção no vestibular. A verdade é que não me vejo fazendo outra coisa que não o jornalismo.

P8-O Victor como pessoa é?

Prioritariamente feliz. Essa é a minha missão diária. 

P8-Victor Costa tem um sonho, qual é ele? Conte-nos.

Digo que tenho mais metas do que sonhos. Quero seguir carreira jornalística. Quero conhecer o Brasil e a Europa a partir dos seus estádios de futebol.

P8-Uma frase de inspiração.

“Para um almirante a coragem é lei.” É parte de uma letra de um samba-enredo da Unidos da Tijuca.

P8- Um medo.

Prejudicar as pessoas.

P8-Um recado aos internautas/seguidores do Vixe, Véi.

Divirtam-se. Se for muito ruim, riam. Se for bom, também. Importante é se divertir.

P8-Uma mensagem aos leitores do Portal 8.

Primeiro agradecer ao P8 pela lembrança e parabenizá-los pelo trabalho feito. Sou um leito assíduo do site e já havia recomendado para alguns colegas jornalistas que acompanhassem também. E compartilho essa recomendação de acompanhar o P8 aos leitores.

Por Wilson
portalp8@gmail.com

0 comentários:

Interaja a vontade! Logo, logo o seu comentário será liberado.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Quem Somos-Trabalhe Conosco
Copyright © 2013 P8. Blogger Template by Bloggertheme9
Published..Blogger Templates. Powered by Blogger.
back to top