segunda-feira, 17 de outubro de 2016



Vinculação horária à classificação indicativa caiu, mas nada mudou na TV


Conforme publicação do site Natelinha apurou, mesmo com a derrubada do art. 254 do Estatuto da Criança e do Adolescente que obrigava as emissoras de televisão aberta a respeitarem, sob pena de multa e até suspensão por dois dias da programação, o horário determinado para certas faixas etárias - como por exemplo programa classificado como 12 anos só após às 20h, não houveram mudanças no conteúdo exibido.

Rede Globo, Record e SBT, emissoras que mais exibem novelas no país continuam editando cenas e sexo e violência para adaptarem às respectivas classificações.

Nem mesmo a programação em estados com fuso diferente de Brasília deixou de ter o tradicional atraso que acontece desde abril de 2008, quando os canais de televisão passaram a ser obrigados a respeitarem o fuso horário local. Fato que gera muitos protestos de parte dos telespectadores até hoje, que se sentem “excluídos” por não assistir aos programas em rede nacional.

Um comentário:

  1. Será pq ainda não está no diário oficial da união? As emissoras só vão fazer as mudanças no ano que vem.

    ResponderExcluir

Interaja a vontade! Logo, logo o seu comentário será liberado.

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...