domingo, 16 de abril de 2017

Rádio Jornal Meio Norte FM: no desespero, dê um microfone pra cada um

Posted at  09:59:00  |  in  Lupa


A direção do grupo Meio Norte, quando soube que o grupo Cidade Verde iria voltar com sua emissora de rádio, entrou em desespero. Pensou-se: e mais um concorrente à altura no rádio. Em primeira impressão, Paulo Guimarães acreditava que a CV iria trazer uma programação 100% jornalística em sua FM. Estava lançada a corrida para formatar uma outra FM para concorrer com o novo empreendimento do doutor Jesus.

Fruto da conversão da AM 570, a rádio Jornal Meio Norte FM já foi planejada para ser uma emissora com programação predominantemente jornalistica. No quesito de estrutura e tecnologia, não há o que questionar. A qualidade de transmissão é proporcional ao investimento aplicado pelo grupo Meio Norte. Em se tratando de questão de conteúdo, não parece trazer nenhuma novidade.

Para garantir uma boa audiência, a FM Jornal Meio Norte trouxe nomes já consolidados da TV Meio Norte e de seu jornal: Cinthia Lages, Amadeu Campos, Arimatéa Carvalho, Pádua Araújo, Gilvan Barbosa, Carlos Mesquita, entre outros. Aliás, foi dado um espaço no microfone da emissora para cada jornalista do grupo. Apresentadores da TV ganharam quadros que foram divididos ao longo da programação. A primeira coisa que percebi foi o desgaste de alguns deles.

O profissional já escreve na versão impressa, apresenta ou participa de um programa da TV Meio Norte, às vezes ainda tem um coluna ou blog no portal e ainda ter a responsabilidade de trazer algum conteúdo para o rádio. Não é fácil. É inegável que alguns deles ficam sobrecarregados com tantas funções. No que isso resulta? Perda de qualidade. Se fosse perguntado qual o conteúdo da rádio Jornal Meio Norte, a resposta mais rápida seria: o mesmo que tá no jornal, que é o mesmo que foi publicado no portal e que também é o mesmo que vai sair na TV hoje.

A reciclagem de profissional em outras funções resulta nisso. É exorbitante a repetição de conteúdo. Alguns dos apresentadores simplesmente usam o espaço na rádio apenas pra anunciar o que o seu programa na TV vai trazer e chamar o público para audiência. Outros jornalistas fazem só resuminhos do que já foi exibido em seus programas. Claro que tem exceções, Amadeu Campos e Alcide Filho são algumas. Eles tentam levar conteúdos diferente do que vai pra TV.

E ainda tem os apresentadores que tentam fazer diferente e levar um conteúdo alternativo, mas esbarram na falta de produção dos programas na rádio. E a única novidade do programa de um dia para o outro, acaba sendo só o entrevistado. Um programa de rádio não é somente ter um locutor e um operador de áudio. Tem que ter produção. Veja por exemplo o blá-blá-blá infinito dos apresentadores Ivan Lima e Mesquita no Quintal da Meio Norte, às 16h. É um programa, na maioria das vezes, em que eles debatem temas superficialmente e que não tem quase nada de notícia.

Um dos programas ali que se salva é o "Banca de Sapateiro", com o Arimatea Carvalho. Ali percebemos uma produção envolvida que tenta trazer assuntos diversos. Uma emissora de rádio não é só dar um microfone para cada um. Tem que ter conteúdo e tem que ter muita gente envolvida na produção. Ou uma coisa séria, como ele querem que seja, ou será somente algumas pessoas falando fingindo que é uma rádio jornalística, como está sendo em alguns horários.


Por: Luiz Henrique / Coluna Lupa

7 comentários:

  1. Muito investimento estrutural para quem nao sabe trabalhar

    ResponderExcluir
  2. Gostaria que o portal destacasse o que aconteceu com a Rádio Antares 800. Ela está fora do ar desde uns dias.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Queria Saber Mesmo Ela Está Fora do Ar desde do Começo do Mês De Abril

      Excluir
  3. Tem que aparecer algum empresário que ofereça o direito de opção que o povão adora, emissora de rádio AM. Ou coloque no ar uma FM com programação de AM, pode ser uma grande campeã de audiência. Quem se habilita?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ninguém. A era do rádio AM ja passou. Todas estão migrando para o FM. O que mais existe é rádio FM com programação de AM e é cada programação pior que a outra.

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir

Interaja a vontade! Logo, logo o seu comentário será liberado.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Quem Somos-Fale Conosco
Copyright © 2013 P8. Blogger Template by Bloggertheme9
Published..Blogger Templates. Powered by Blogger.
back to top