domingo, 13 de maio de 2018



Com o desligamento do sinal analógico, TV Antares pode ficar fora do ar

Investimentos de quase R$ 2 milhões foram feitos para a digitalização da TV Antares (Foto: Reprodução Google Maps)
A TV Antares corre o risco de ficar fora do ar com o desligamento total do sinal analógico na Grande Teresina, marcado para o próximo dia 30 de maio. A decisão do Governo Federal, com poder de lei, atualmente compreende a capital e as cidades de Nazária, Lagoa do Piauí, Demerval Lobão e o município maranhense de Timon. O grande problema acerca dessa situação é que a emissora não se digitalizou e uma data para isso ainda não foi definida.

A licitação para a digitalização da TV Antares ainda está em andamento, na fase de aquisição dos equipamentos. Transportados do Paraná para o Piauí, os mesmos devem chegar a partir do dia 20 deste mês e a data pode não ser suficiente para inaugurar o sinal digital no prazo limite do desligamento do sinal analógico. “Estamos há mais de dois anos trabalhando nessa licitação, cujos investimentos chegaram a quase R$ 2 milhões”, disse Humberto Coelho, presidente da emissora.

Em fevereiro deste ano, em evento que marcou a assinatura de um convênio da Seja Digital (entidade responsável pela migração do sinal analógico para o digital) com as prefeituras das cidades onde haverá o desligamento no Piauí, um diretor da TV Antares confirmou que até o final de abril o processo de licitação estaria concluído, mas não anunciou uma data para a inauguração da transmissão digital. Como observado, isso não aconteceu.

“ACIMA DO NOSSO ESFORÇO”

“Nós desejamos que isso não ocorra, mas, se ocorrer, infelizmente, está acima do nosso esforço. Mas eu desejo que não precisemos desligar, mas, se chegar a isso, colocaremos um aviso para informar o telespectador”, desabafou ao OitoMeia Humberto Coelho, presidente da emissora pública. Outra saída para a permanência da TV Antares com o sinal analógico, caso não consiga a migração, é o adiamento do desligamento para a Região Metropolitana de Teresina, se o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) permitisse.
Humberto Coelho, presidente da TV Antares, reconhece que emissora pode ficar fora do ar (Foto: Divulgação)
FUNDAÇÃO ANTARES

Instituída em agosto de 1985 pelo Governo do Estado, a TVE Piauí começa operando em fase experimental. No ano seguinte, é autorizada a explorar o serviço de produção de conteúdo local e, em 1987, é instituída a Fundação Rádio e Televisão Educativa do Piauí e novos investimentos são feitos em equipamentos e na formação de novos profissionais na área de TV e rádio. Nessa época, vão ao ar programas jornalísticos e culturais e vários documentários são produzidos e exibidos nacionalmente.

A partir de julho de 2003, o Poder Executivo institui a Fundação Antares e inicia um processo de mudanças. Na ocasião, planejaram-se investimentos em tecnologia e pessoal, reestrutura das emissoras (Rádio Antares AM 800 e a TV Antares), tentando concretizar a missão de oferecer à sociedade piauiense uma informação de interesse público e promover o aprimoramento educativo e cultural de telespectadores e ouvintes.

Fonte: OitoMeia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Interaja a vontade! Logo, logo o seu comentário será liberado.

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...