terça-feira, 7 de agosto de 2018



O Dia TV estreia programação sem trazer conteúdo


Nesta segunda-feira (06) a O Dia TV, afiliada a RedeTV no Piauí, estreou sua programação local oficialmente aos telespectadores. O 'Bom Dia News' foi o primeiro telejornal a entrar em cena e não trouxe muita novidade.

Em quase 15 minutos de arte, a atração jornalística se resumiu a trazer mais do mesmo: o lançamento da grade local. Os VT's exibidos no programa já têm sido repetidos a exaustão em todos os horários nos intervalos da grade. Para quê dedicar mais tempo dentro de um telejornal a isso?


Não se pode deixar de destacar a estreia de uma "correspondente internacional". As emissoras locais de um tempo para cá têm esquecido real utilidade da função. Colocar um vídeo gravado caseiramente apenas com o testemunho de uma repórter diretamente de Portugal na sacada de uma residência, nunca será uma correspondente internacional. Elizângela Carvalho, que foi editora chefe do Sistema O Dia, se despediu há um ano de lá e nesta segunda-feira deu as caras como a repórter internacional do novo canal de TV. A produção poderia ao menos ter rodado um VT com algumas imagens para ilustrar sua fala e não ficar tão monótono e sem sentido a participação da jornalista.

Ao meio dia, a história se repetiu mais uma vez com o policialesco 'Rota do Dia'. A emissora dedicou boa parte do programa a uma entrevista com Valmir Miranda, diretor do Sistema O Dia. 

Para fechar o dia da nova programação, entrou no ar o 'O Dia News 2ª edição'. O telejornal noturno trouxe apenas duas matérias e o restante do programa foi preenchido com uma longa entrevista com o Prefeito Firmino Filho. 

O que se viu hoje na estreia da O Dia TV foi um verdadeiro repeteco do que já vinha acontecendo há vários dias, em que os boletins já eram utilizados para divulgar os produtos que estreariam. O telespectador não pôde assistir justamente o que mais queria: conteúdo. 

Apostando em rostos pouco conhecidos do grande público, o projeto apresentado parece ousado e com um longo caminho para ajustes. O primeiro deles é quanto a um maior dinamismo dos próprios apresentadores. O telespectador 2.0 busca notícias rápidas, informação ao vivo e aquele plus que ele não encontrará nos meios digitais. 


*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Interaja a vontade! Logo, logo o seu comentário será liberado.

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...