sábado, 13 de outubro de 2018



As "celebridades" piauienses ficaram de fora nas Eleições 2018

O oposto do que geralmente ocorre em cidades do Sul e Sudeste do país, o Piauí não conseguiu eleger nenhuma "celebridade" local. Pelo menos sete dessas figuras ficarão de fora a partir de 2019, já que não conquistaram uma vaga nas eleições desse ano. Diferentemente do que se viu a nível nacional com Alexandre Frota, Tiririca e afins.  

FRANK AGUIAR

Frank Aguiar, conhecido do público, mas que construiu sua carreira em outras regiões do país resolveu se aventurar na sua própria terra ao tentar o cargo de Senador pelo PRB. Ele já foi Deputado Federal e Vice-prefeito. Mas, no Piauí, não teve chance. 

Segundo a coluna de Allisson Paixão, Frank chegou a aparecer bem nas pesquisas, em segundo lugar, podendo até ser eleito. Terminou em um distante quinto lugar com apenas 5% dos votos.

Em 2015, o cantor chegou a ter um programa só seu na TV Meio Norte, numa clara tentativa de voltar a se aproximar do público piauiense para, 3 anos mais tarde, buscar emplacar uma candidatura. 

GLEYFY BRAULY

Outra figura que embarcou nas eleições 2018 foi o cantor Gleyfy Brauly.  José da Cruz Silva, o Gleyfy Brauly ganhou fama nacional no ano passado, quando o baterista da banda Pink Floyd, Nick Mason, compartilhou em suas redes socais um vídeo do cantor piauiense, no qual ele cantava uma música do grupo com um inglês um tanto que “bizarro”, a partir daí ele estourou. E é nessa fama, que o partido aposta para que o músico puxe votos para a legenda. 

Ele foi a aposta do partido DC para o cargo de Deputado Estadual. Nas urnas, amargou um percentual de míseros 0,03% do total de votos, conforme listou o jornalista Allisson Paixão em sua coluna no OitoMeia. 

FRANCIS LOPES

Outro que também entrou na disputa pelo cargo de Deputado Estadual, foi o cantor Francis Lopes. Candidato pelo PTC, obteve apenas 0,40% dos votos, ou seja, 7.323 votos. 

ZÉ DO OVO

Irmão do jornalista Marcos Monturil e comediante de larga atuação na Rede Meio Norte, o Zé do Ovo (Clóvis Monturil) foi outra personalidade a enveredar pela política.  Candidato ao cargo de Deputado Estadual pelo Podemos, obteve nas urnas pífios 755 votos (0,04% dos votos válidos). 

SILAS FREIRE

O jornalista bem que tentou de todas as formas não sair da memória popular. Enquanto exerceu a suplência de Deputado Federal, logo tratou de buscar conciliar com um trabalho na TV. 

Em um primeiro momento, voltou ao ar como apresentador especial do jornal 'Agora' ancorando às sextas. Logo ele se desentendeu com a emissora e foi afastado do programa. 

Silas ainda tentou acertar sua ida para a TV Antena 10, mas não deu certo. De volta a TV Meio Norte, o apresentador firmou seu retorno no comando do 'Ronda Nacional' com direito a estúdio em Brasília. Assim, até o dia em que teve se afastar por conta da legislação eleitoral, o apresentador se revezou entre conduzir o policialesco de Brasília e também daqui de Teresina, nos dias em que estava de folga do Congresso. 

Conforme a coluna de Allisson Paixão, ele queria se eleger sem precisar esperar por uma suplência. Até porque mostrou resultado atuando na Câmara. Mas, mais uma vez bateu na trave. Voltou a ser suplente. A diferença é que agora é pela oposição e dificilmente será chamado.

FERNANDA LOBO

Outra figura pública que mais uma vez se postulou a algum cargo público foi a jornalista e apresentadora Fernanda Lobo. Ela já teve passagens pela TV Meio Norte e TV Assembleia. Na disputa por uma cadeira na Assembleia Legislativa não passou de 0,04% dos votos válidos, correspondente a 751 votos.

GENIVAL OLIVEIRA

Assim como Frank Aguiar, o jornalista Genival Oliveira também pleiteada uma vaga para o Senado. Com menos favoritismo que aquele, o jornalista alcançou nas urnas apenas 16.329 votos como candidato a Senador pelo PSC. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Interaja a vontade! Logo, logo o seu comentário será liberado.

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...