segunda-feira, 11 de fevereiro de 2019



TV Bahia lança projeto regional de teledramartugia


Os telespectadores que estão se sentindo órfãos da novela Segundo Sol, talvez a primeira a retratar o sotaque e a cultura baiana mais próximos do real, já têm motivo para comemorar. Foi lançado nesta sexta-feira (8) o Projeto Regional de Teledramartugia da TV Bahia, parceria com a TV Globo e a Globo Filmes que consiste na realização de um Especial de Fim de Ano 100% produzido no estado.

Em outras palavras: será um produto audiovisual de ficção feito por diretores, produtores e elenco baiano. Para anunciar a novidade, a TV Bahia recebeu, em sua sede, na Federação, duas convidadas: Fernanda Cabral, da programação regional da TV Globo, e Kamila Ramil, da área de produção da Globo Filmes. Ao lado das duas, o gerente de programação da TV Bahia, Hugo Brito, apresentou aos produtores locais detalhes do projeto que vai ao ar em dezembro.

A ideia é que o roteiro fuja dos estereótipos e retrate a cultura local em sua essência. Além das pessoas presentes no evento, todas as produtoras baianas podem participar da iniciativa que elegerá apenas um roteiro para ser desenvolvido até o final do ano. Os interessados têm até o dia 22 de fevereiro para apresentar sua ideia e quem quiser mais informações pode mandar um e-mail para programacao@redebahia.com.br.

“Quando surgiu essa oportunidade de fazer um especial regional em parceria com a Globo e a Globo Filmes, a gente topou de primeira, porque a gente sabe que o mercado daqui está precisando desse momento de chegar na tela da TV com a cultura baiana. É uma necessidade de regionalização da programação”, destacou Hugo Brito.


Ao perceber que existia uma demanda fora do eixo Rio-São Paulo, a Globo Filmes expandiu sua atuação por outras cidades, há quatro anos. “É uma forma de não só movimentar o mercado audiovisual de cada região, mas de conhecer novos talentos dessas regiões”, explicou Kamila Ramil. 


Gerente de conteúdo de entretenimento da TV Bahia, Lília Gramacho reforçou que a iniciativa é muito importante, principalmente porque "o conteúdo regional é o conteúdo que se diferencia".
“É cada vez mais importante esse olhar de proximidade do conteúdo regional com o nacional, mas não o regional só do jornalismo, também do ficcional, do entretenimento", explicou Lília Gramacho.


Fonte: Correio 24 Horas

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Interaja a vontade! Logo, logo o seu comentário será liberado.

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...