Meio Norte se orgulha em dizer que é "plataforma inovadora e inédita". Mas será a única que pensou nisso?


A verdade é que não. Uma emissora de televisão retransmitindo com imagens a programação de uma emissora de rádio, logicamente outras empresas com concessão de um canal de televisão e que também tenha uma programação de rádio também pensaram nessa "plataforma inovadora e inédita". Só nunca o fizeram. A seguir os motivos.

Claro que é mais barato não gastar nadinha, ou gastar menos, em cenários, funcionários, apresentadores, jornalistas, prédio, equipamentos... assim aproveitando a estrutura de outro meio. Mas a longo prazo isso não é bom. 

Os grandes conglomerados de comunicação no Brasil, e a Meio Norte apesar de não aparentar é uma destes, apostam em conteúdo único, exclusivo, próprio para cada meio. Explorando as linguagens e ferramentas que são específicas a cada plataforma. E isso é muito importante na construção de uma estratégia transmídia. 

Acontece que a Meio Norte é a que teve a ousadia, ou burrice (veremos ainda), que seguiu pela opção de menos gastos e limitação das linguagens e meios ao apostar no... o que é mesmo? "Plataforma inovadora e inédita"! 

O grupo piauiense é o único que coloca em prática mesmo, mas também é o único que parece não ter estudado as técnicas e limitações dessa estratégia crossmídia.


Meio Norte se orgulha em dizer que é "plataforma inovadora e inédita". Mas será a única que pensou nisso? Meio Norte se orgulha em dizer que é "plataforma inovadora e inédita". Mas será a única que pensou nisso? Reviewed by Pedro Henrique on 11:04:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Interaja a vontade! Logo, logo o seu comentário será liberado.

Tecnologia do Blogger.